domingo, 17 de outubro de 2010

PROGRAMA DRIBLANDO A ANSIEDADE PARA EMAGRECER

PARTE 1 - PROGRAMA DRIBLANDO A ANSIEDADE PARA EMAGRECER



A ansiedade tem sido a principal vilã no meu processo de emagrecimento, pois tem me atrapalhado muito na R.A., em dietas, exercícios e etc. A ansiedade gera a compulsão, seja por alimento, por compras, ou qualquer outra coisa (ou vício).
Estou lendo a respeito e buscando ajuda, pois o problema é mais grave do que pensamos e não pode simplesmente ser ignorado.
Eu, particularmente, cansei de "tentar" emagrecer. Cansei de iniciar a R.A., perder peso e com o tempo ganhar o peso perdido novamente por causa da ansiedade decorrente de algum problema. Parece até um círculo vicioso: fico empolgada, começo a R.A., exercícios para emagrecer, perco peso, surge um problema, fico ansiosa até que se resolva e: engordo tudo de novo! É frustrante!


Pensando nisso estou lançando a partir de hoje um PROGRAMA para driblar e acabar com a ansiedade e a compulsão alimentar. É um programa bem pessoal e específico, mas as sugestões de textos podem ser usadas por qualquer pessoa. Cada um deve identificar a causa de sua ansiedade, a origem da mesma, para poder combatê-la e isso só se obtém com ajuda de profissionais. Mas conhecimento nunca é demais, então vamos lá:

Em uma matéria da Revista Isto é, encontrei um texto de Alexandre Merheb, que é mestre em nutrologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diretor do Espaço Merheb de Emagrecimento, também no Rio. Vale a pena conferir.

A definição para a palavra ansiedade encontrei na Wikipedia.

"Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração etc."


"Como doença, a compulsão alimentar pode estar relacionada a problemas de regiões do cérebro responsáveis pela produção e “regulagem” da substância química serotonina, que participa do controle de grande parte de nossas emoções (inclusive as compulsões). Os sintomas clássicos podem ser desencadeados por uma grande variedade de situações psicológicas, tais como ansiedade, tensão, tédio, perdas, frustração com planos que não deram certo, excesso de obrigações, entre outras ligadas ao estresse contemporâneo."

"Qualquer caso de compulsão pode ser tratado, e freqüentemente se recomenda o apoio psicoterápico. Nas compulsões alimentares, observamos bons resultados com a suspensão temporária do consumo de carboidratos (açúcares). Porém, isso deve ter a supervisão e o acompanhamento de um médico nutrólogo de confiança. A melhor maneira de se evitar ou se controlar a gula é fazer pequenas mudanças de efeitos significativos na alimentação. Normalmente, quanto mais comemos alimentos ricos em açúcares de alto índice glicêmico (doces, pães, etc.), mais gulosos e “carentes” de doces ficamos. Isso se deve a uma relação química existente entre a insulina (hormônio produzido pelo pâncreas) e a serotonina. Mas deixe essa parte da história com o seu médico. Com uma boa reeducação metabólica e alimentar, você vai viver de uma forma bem mais saudável e menos ansiosa, e poderá, finalmente, libertar-se da gula."

Depois de entender um pouco sobre o que é a ansiedade e como leva à compulsão, fica mais fácil buscar caminhos para solucionar o problema.
Com a sugestão de reduzir o consumo de açúcar, procurei pela dieta de baixo índice glicêmico, que não corta os carboidratos, apenas os reduz e ensina a fazer "trocas expertas" (trocar carboidratos ruins pelos carboidratos bons, presentes nas frutas e alimentos integrais).

Como existem várias opções para esta dieta, vou estudar as possibilidades e ver o que combina melhor com minha rotina. Depois de escolher, postarei na parte 2 do PROGRAMA DRIBLANDO A ANSIEDADE PARA EMAGRECER.

IMPORTANTE: Sei que o acompanhamento de especialistas é imprescindível para ter êxito na vitória contra a ansiedade e vou marcar uma consulta com um nutricionista e com meu psiquiatra (faço acompanhamento para o transtorno bipolar). Também vou procurar um terapêuta especializado em distúrbios alimentares, mas estas coisas são um pouco demoradas, pois mesmo com convênio médico está demorando para agendar as consultas, então vou iniciar esta luta com pequenas ações, aos poucos, até conseguir o acompanhamento dos profissionais.

Beijos,
Ca.

4 comentários:

  1. Oi menina, e ai? Não esqueço de voce não viu, passei pra uma visitinha e dizer que tem selinho pra vc la ok, bjs bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Passando devagarinho para deixar um abraço... Deus te abençoe com persistência e determinação para alcançar seus objetivos!

    ResponderExcluir
  3. Oi flor, tem selinho para vc la ok, bjão.

    ResponderExcluir
  4. Gente eu sinto tudo isso e mais um pouco pensei que estivesse sozinha no mundo! Sou hiper mega ansiosa e já passei pelas mesmas frustrações, começar a emagrecer depois engordo fico pior e bem maior...sem falar na depressão! Vou acompanhar seu blog! Afinal nada melhor do que conversar sobre o assunto! Grande abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Assim que seu comentário for aprovado aparecerá no blog. Beijos, Ca.